“Uma história contada ao vivo, todos os dias!”

É assim que podemos nos descrever, pois a cada dia vivemos momentos únicos, revelamos personagens inesquecíveis, transmitimos fatos que marcam época, que ficam registrados na história. Fatos que retratam a importância de um momento seja ele através de uma palavra, de uma notícia, uma música ou entrevista. O Rádio encanta pela agilidade, fascina pela fantasia de imaginar como é o dono daquela voz que chega a todos os lugares, em casa, no trabalho, no carro, seja onde for, o rádio é o companheiro de todas as horas. A proximidade que o rádio tem com o ouvinte, principalmente da AM, demonstra o carinho e a fidelidade com a Rádio Cultura, “A namoradinha da cidade!”.

A Rádio Cultura de Joinville foi fundada oficialmente em 1° de Julho de 1959, ousado, Jota Gonçalves já emitia os ecos do que viria a ser a rádio mais popular de Joinville, quando em 09 de Janeiro de 1956, em caráter experimental, colocou no ar os primeiros ruídos do que viria a ser a Rádio Cultura.

kombi      kombi 2

Histórias e Causos…

Na década de 70, a Rádio Cultura abre a PROSOM, que vendia, instalava e fazia a manutenção de equipamentos de áudio, como amplificadores e toca discos. A PROSOM foi a responsável pela instalação do som ambiente de vários hotéis e restaurantes de Joinville e região. Foi ela também a responsável pelo sistema de áudio da Catedral de Joinville.

A Rádio Cultura foi á primeira emissora a ter condições de mobilidade para cobrir acidentes, transmitindo ao vivo. Como a Rádio Cultura tinha uma unidade móvel, saía junto com a unidade principal do corpo de bombeiros e a cidade toda já sabia que era só sintonizar na Rádio Cultura para saber o que estava acontecendo.
Muitos talvez não saibam, mas a Rádio Cultura foi fundamental para a composição do hino de Joinville. Com a mediação de Ramiro Gregório da Silva, Cláudio Alvin Barbosa – o Zininho (autor do hino de Florianópolis) foi contratado para compor o hino de nossa cidade, após receber o briefing de Ramiro, Zininho escreveu e encaminhou a letra para ser gravada por um grupo de cegos, em São Paulo. A capa do LP ganhou um texto escrito por Ildo Campelo, e em 09 de março de 1976 o hino foi tocado pela primeira vez, em um jogo do JEC. Em 1º de Julho de 1977, o então prefeito Luiz Henrique da Silveira sancionou a lei e publicou no Diário Oficial, tornando oficial o Hino da Cidade das Flores.

Participando sempre de momentos especiais e decisivos na vida dos Joinvilenses, a Rádio Cultura também teve uma grande importância nas apurações dos resultados de eleições municipais.

placar eleitoral

Quem faz….

Muitos são os responsáveis pelo sucesso e respeito conquistados ao longo de toda nossa trajetória. São histórias de vida de pessoas que se misturam a uma única história, a da Rádio Cultura! Reconhecida pela credibilidade jornalística e pelo conteúdo alegre, alto-astral, amigo e acolhedor de sua programação que é transmitido através de seu time de ícones do rádio, que a cada dia que passa contribui para que a Rádio Cultura continue sendo a namoradinha da cidade!