04
SET
2017

Setembro Amarelo – Ações do governo de Joinville

Posted By :
Comments : Off

A Secretaria da Saúde de Joinville (SES) preparou uma programação especial que será realizada durante este mês, em alusão ao “Setembro Amarelo”, campanha nacional de conscientização sobre a prevenção do suicídio.

410618

As ações acontecerão em diferentes unidades da SES, direcionadas aos profissionais da saúde, usuários, familiares e à comunidade, com foco na promoção ao diálogo e no compartilhamento de informações sobre o tema, ainda considerado pela sociedade como tabu.

No Serviço Ambulatorial de Psiquiatria (SAPS), a programação é voltada aos profissionais. Nos dias 15 e 21 será ministrada a palestra “Setembro Amarelo – Conscientização quanto à prevenção do suicídio”. Na primeira data, a apresentação é direcionada aos coordenadores das unidades de saúde mental; e, na outra, o conteúdo será voltado para os técnicos.

No Centro de Atenção Psicossocial “Nossa Casa” – CAPS II serão realizadas atividades internas e externas, envolvendo a equipe técnica, os pacientes e seus familiares.

A programação inclui oficinas de origami, reuniões com grupo de apoio terapêutico, assembleia temática, além de distribuição de corações e balões com mensagens de valorização à vida, no centro de Joinville e no Parque da Cidade.

Também durante todo o mês, o CAPS III Dê-Lírios estará decorado com a cor amarela e vai desenvolver ações de conscientização com o tema “Falar é a Melhor Solução, Viver é a Melhor Opção”.

E para trabalhar o “Setembro Amarelo” no CAPSij, usuários, familiares e profissionais da equipe participarão de oficinas temáticas; cinedebate abordando a série “13 Reasons Why”, com a presença de pais, usuários da unidade e mediação de psicólogo; além de atividades lúdicas e performance no Parque da Cidade e na praça da Bandeira.

Em Joinville, pessoas com quadro de depressão ou que necessitem algum tipo de apoio psicológico, podem buscar atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), nos Pronto Atendimentos (PAs), hospitais e também nos Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS).

Sobre o Autor